IMPRENSA

últimas notícias

FT17 reuniu mais de 3.500 pessoas na maior plataforma de conteúdo democrático do RS
29/10

O Festival da Transformação – FT17 encerrou com mais de 3.500 mil participantes nos dois dias de evento (28 e 29/10), no câmpus da ESPM-Sul, em Porto Alegre, para interagir com as mais de 400 atividades nos quatro hubs de conhecimento do Festival: Inovação, Tecnologia, Empreendedorismo e Marketing. Nas salas de aula, 40 palestras ocorreram simultaneamente nos dois dias, além dos auditórios e laboratórios, com cerca de 300 palestrantes transmitindo ideias e conhecimento. Nas áreas de exposição e relacionamento, interações com a tecnologia como o simulador de movimentos e realidade virtual, neurociência aplicada às pesquisas de mercado e impressão 3D foram algumas das experiências. Somaram-se ainda 16 shows musicais em três palcos com atrações que foram do zen rock de The Darma Lóvers, passando pelo reggae do Planet Roots ao pop rock de Lucas Silveira, da banda Fresno.

 

O empreendedorismo e inovação tiveram forte presença com o Desafio de Moda do Sebrae; Batalha de Pitches; Dez startups que trouxeram seus produtos para expor e a maratona de programação da IBM. Um evento em formato de plataforma que permitiu aos participantes fazer sua própria agenda. Uma área de food trucks alimentava o público sedento por conhecimento e inovação nos momentos de descanso e networking. Outro diferencial do evento foi a curadoria de conteúdo compartilhada entre os diversos apoiadores – entidades, empresas e profissionais do mercado que contribuíram para trazer o melhor conteúdo.     

 

Alexandre Cruz, CEO do FT17 e diretor da ADVB/RS, realizadora do festival, celebra a primeira edição de um evento que teve o desafio de inverter a lógica de pensamento. “Desde o início sabíamos que estávamos propondo algo diferente, atividades descentralizadas em uma área física grande; ideias e pessoas incríveis, mas não necessariamente nomes populares do cenário dos eventos e tudo simultâneo, fazendo o público ter que escolher o que quer ver em cada momento”, explica.

 

Para Cruz, o balanço final é de comemorar o início de uma nova era dos eventos em Porto Alegre, com uma plataforma de conteúdo democrática. ”Tivemos presença massiva de estudantes, empreendedores e representantes da inovação nas empresas, ou seja, aqueles que representam a nova matriz econômica do Estado. A única maneira de parar a evasão de potencial é mostrar que existem pessoas aqui fazendo coisas boas e novas. Essa turma que veio para o FT17 não está anestesiada. Apesar da situação política e econômica atual, a crise abre espaço para mostrar que quem tem que fazer as coisas acontecerem é quem faz negócio”, avalia.

 

O FT2018 também já é uma realidade e, segundo Cruz, será um evento ainda maior e mais qualificado, isso devido ao nível de adesão do publico, patrocinadores e apoiadores. “O desafio para 2018 é fazer do FT não apenas um evento pontual, mas constituir uma agenda de conteúdo e atividades de forma a engajar público e parceiros ao longo ano”, finaliza.   

 

FOTOS OFICIAIS PARA IMPRENSA: http://preview.is/Foto-Divulgacao

Voltar